Poesia

A Poesia alcança as fadas, encanta a chuva na madrugada, acompanha os ébrios nos dormentes e se mistura à solidão nas calçadas.

24 de setembro de 2014

Morada


Moro em um lugar
Talvez a propósito
Pra  mim deixado
De alguém, e,  imagino quem
como legado.
Um lugar não sofisticado
Simples como um prado
Rústica luminária,
 porém,
 com o poder do clarão
que em mim se transforma
 então,
em força e coragem
Se acaso
 minha própria energia,
 se quer consumir.
Um lugar ensinado
Vivido  e vivente,
 assim
 a Deus temente
 E sob o Seu olhar sossegado,
 moro em mim.

Lourdinha Vilela




17 comentários:

  1. Linda morada essa tua que tem em ti a luz de sobra caso falte! bjs, chica e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  2. Morada cheia de luz e energia, morada repleta de vontade de ser feliz.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. Que lindo Lourdinha... Uma morada assim que inunda a nossa vida de alegrias!
    Beijos amiga!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Lourdinha, que encanto esse poema!
    De uma sensibilidade que muito apreciei!
    Esse lugar onde mora abençoado pela Luz de Deus onde a alegria e a felicidade são possíveis!
    Um beijinho,
    Ailime

    ResponderExcluir
  5. Oi, Lourdinha, uma alma amorosa merece o lugar legado e a paz que nela floresceu. Lindo poema de introspecção profunda.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  6. Um lugar que, certamente lhe foi destinado. Um corpo para um espírito que se ilumina pelo Poder Divino, recebendo energia para cumprir sua missão. Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Mora num lugar especial, um lugar de paz e amor.
    Lindissimo poema.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  8. Ahh... que lindo, amiga!
    Morada eivada de luz e paz, construído por uma alma iluminada.
    Lugar que fez brotar essa bela inspiração.

    Linda e feliz Primavera!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia Lourdinha, como vai amiga?
    Muito obrigada pelo comentário!
    Pode sim, salvar e se gostar quem sabe pintar;))?
    Era uma honra ver uma pinturinha através da sua maravilhosa sensibilidade de pintora!
    Beijinhos e excelente fim de semana.
    (Também adoro a natureza;)))
    Ailime

    ResponderExcluir
  10. A deusa da poesia te inspira Lourdinha e flui lindamente nas palavras que nos brinda ,
    Posso salvar pra mim ? penso que aos poetas não se pede autorização não é ? seus leitores ganham status de publicitários de suas obras. rs
    E já tenho levado alguns , sorrateiramente... :-))
    Muito lindo o lugar que lhe foi deixado
    parabéns

    ResponderExcluir
  11. Oi Lis , Fique sempre a vontade, para mim como já disse antes, é uma honra, que tenhas gostado dos meus versos. Te agradeço pelo carinho das suas palavras e atenção. Esta semana estou tentando colocar em dia as minhas visitas aos blogs amigos, parece que as vezes andamos na contramão do tempo, e somos obrigados a deixar de fazer coisas que gostamos, mas só até os vendavais passarem e eles sempre passam. Peço desculpas, pois estive um pouco ausente. bjs. Obrigada.

    ResponderExcluir
  12. O melhor lugar para se morar e com as bênção de Deus.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  13. Realmente , é o melhor lugar, onde não há falsidade.
    Lindo Lourdinha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Quanta profundidade, nessa belíssima introspecção poética! Iluminada e rica, essa herdada morada!
    Beijos, Lourdinha!

    ResponderExcluir
  15. Fiquei encantada com a sua morada, Lourdinha
    Agradeço a sua gentil visitinha e comentário.
    Deixo um grande abraço para tí.
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir