Poesia

A Poesia alcança as fadas, encanta a chuva na madrugada, acompanha os ébrios nos dormentes e se mistura à solidão nas calçadas.

3 de dezembro de 2013


Acrílica s/ Madeira
Lú Vilela

2 comentários:

  1. Oi, Verinha, são sempre verdades, de alguma forma,.
    no real ou devaneio.
    Um abraço

    ResponderExcluir