Poesia

A Poesia alcança as fadas, encanta a chuva na madrugada, acompanha os ébrios nos dormentes e se mistura à solidão nas calçadas.

10 de novembro de 2012

Álcool Ludismo


OLÁ-VINHO

PINGAVIDA

Lá vem o Olavinho!
Passo passinho.
Na mão direita, o vinho,
Na esquerda, o torresminho
Lá vem o Olavinho!
Passo passinho.
No bolso o salário (metade)
Metade é da Lara
A Lara do bar
La Ra Lá, La Ra Lá, a cantarolar
Lá vem o Olavinho!
Passo passinho
Olha o degrau!
Não tem corrimão,
Pancada no chão!
-Olha é o Olavinho!
E as Mãos de carinho o carregam pro ninho
Mãos de filhos ou de mãe, não sei...
De sua mulher, talvez...

Lourdinha Vilela
Imagem da Internet


9 comentários:

  1. Rá! Estou nessa brincadeira hoje, mas só em casa que fico nesse estado, e geralmente não há mãos =(

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Triste vida desse Olavinho,não? Precisa do alcool pra se iludir. Linda poesia,criativa! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Olá minha querida amiga, estive ausente acabei de postar a mensagem do dia, porque não deu para postar no sábado e só agora acabei de chegar, e estou passando para agradecer o carinho da sua visita e desejar uma linda noite e uma semana na paz de Deus, que você seja sempre uma vencendora, lute pelos seus sonhos e saiba retirar as pedras do caminho na busca pela felicidade. Como diz Thomas Paine:
    Eu admiro aqueles que conseguem sorrir com os problemas, reunir forças na angústia, e ganhar coragem na reflexão. É coisa de pequenas mentes encolher-se, mas aquele cujo coração é firme, e cuja consciência aprova sua conduta, perseguirá seus princípios sempre.
    Bjuss fica com Deus.

    ResponderExcluir
  4. Oh vida dura desse Olavinho'...rs rs
    Adorei! Soou uma melodia... infelizmente, muito real do cotidiano da periferia


    bjsMeus
    Catita

    ResponderExcluir
  5. Oiii amiga, pelo jeito o Olavinho gosta de um vinho né rssr rsrsr ou seria da cervejinha mesmo rsrsr Lourdinha, desde já desejo uma ótima semana e convido p participar do sorteio de natal do Blog! Bjoosss

    ResponderExcluir
  6. Uma linda canção! Brincadeira nos versos, tristeza na realidade de quem tem que amparar os "Olavinhos". Bjs.

    ResponderExcluir
  7. KKK...Que delicia de poema,Lourdinha!Parabens pela criatividade!Bjs e boa semana pra vc!

    ResponderExcluir

  8. Olá Lourdinha,

    Parece mesmo uma canção. Adorei.
    Tão comum, né? Sorte dos "Olavinhos" que ainda recebem o carinho e amparo das pessoas que os amam e deles não desistem.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Boa noite, querida amiga Lourdinha.

    Até imaginei a melodia...

    Beijos.

    ResponderExcluir