Poesia

A Poesia alcança as fadas, encanta a chuva na madrugada, acompanha os ébrios nos dormentes e se mistura à solidão nas calçadas.

8 de junho de 2012



Tantas coisas belas nos cercam,
Tantas maravilhas existem,
colorindo as paisagens dos homens,
da natureza, da vida...
Talvez, nos falte
uma única pequena atitude,
um único gesto de boa vontade:
Encostar o barco da existência
no milagroso porto do
Silêncio interior..


Texto do livro
Um canto à vida.
Roque Schneider

Imagem - Gifs para Você
 Claudine.

5 comentários:

  1. Olá amiga, que lindo poema, de fato precisamos nos ouvir mais, estar mais com a gente mesmo! Bjooosss

    ResponderExcluir
  2. Lindo!!!! Amei!!!!
    Passa lá no Blog que tem um presentinho para você.
    Beijos,
    Cynthia
    http://cigarraarte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá vim visitar seu blog! Achei lindo! Estou seguindo seu blog e convido você a conhecer o meu.
    Ficarei feliz se quiser seguir o meu blog também!
    Meu blog é esse: http://amorporamigurumis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Lourdinha, muito lindo este poema.
    Se olhassemos mais para nosso interior, com calma , amor e paz, teríamos mais percepção ao olharmos o mundo a nossa frente.
    Obrigada por colocar um gifs do blog.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. "Encostar o barco da existência
    no milagroso porto do
    Silêncio interior.."

    'E quem tem vida interior, jamais padecerá de solidão...' - como dizia Artur da Távola.
    beijos, amiga.

    ResponderExcluir